Como importar o mapa ortomosaico 2D no projeto do AutoCad

Nesse artigo vamos ensinar como utilizar o mapa ortomosaico 2D no AutoCad

Primeiramente, exporte o arquivo desejado na plataforma. Nesse caso, iremos exportar o Mapa 2D ortomosaico GeoTIFF. Qualquer dúvida, clique aqui. Agora baixe um plug-in do AutoCad chamado GeoRefImg, ele pode ser encontrado aqui. Esse plugin irá georreferenciar a imagem.

Após isso, abra o projeto no Autocad

Depois de aberto o projeto, carregue o plug-in.

Para isso temos dois jeitos, ou você acessa a aba "Manage" e clica em "Load Application" ou então digite no prompt de comando "APPLOAD" e clica enter

Depois de acessar o carregamento de plug-in, selecione o arquivo "GeoRefImg" na pasta extraída. De um duplo clique no plug-in e ele será instalado

Depois de instalado o plug-in insira no projeto o arquivo ortomosaico em formato geotiff que exportou da nossa plataforma. Para isso tem duas formas de fazer, pode ir na aba "Insert" e então clicar em "Attach" ou escrever no prompt de comando "ATTACH" e pressionar enter

Depois de inserir o comando, selecione o ortomosaico na pasta extraída

Selecionando o arquivo uma nova tela vai aparecer. Ao clicar em "OK" a imagem será inserida num ponto escolhido. Nesse momento não importa a posição da imagem. O plugin irá georreferenciar corretamente a imagem.

Após inserir a imagem, selecione a imagem, insira no prompt de comando "GEOREFIMG" e aperte enter para selecionar o objeto que deseja referenciar, no nosso caso é o arquivo GeoTIFF

Você vai selecione a imagem e aperte "ENTER", a imagem automaticamente será colocada na posição do seu projeto. Note que para isso, o projeto tem que estar georreferenciado também.

Em seguida clique com o botão direito em cima da imagem e selecione a opção de enviar para trás

A imagem estará referenciada junto com o projeto primitivo

Dessa forma, conseguimos acompanhar de acordo com a periodicidade de atualização do seu mapa o quanto a obra está próxima ou fora do que foi projetado, por isso é tão importante realizar voos semanais ou com maior frequência. Muitos benefícios podem vir desse acompanhamento, como por exemplo a identificação de erros de produção a tempo de revertê-los, o que trará uma grande economia para seu projeto.