Cálculo de Volume

Como fazer o levantamento de um agregado ou terreno com a plataforma.

Na prática, esta ferramenta pode ser usada na construção civil para quantificar volume de corte e aterro do terreno ou agregados (areia, brita) e na mineração para inventariar o estoque (carvão, calcário, rachão, coque de petróleo e etc.).

Calculando o Volume

Selecione a ferramenta de anotação de volume.

Selecione a área desejada.

O cálculo será gerado na barra lateral esquerda.

Opções de Cálculo

Oferecemos quatro opções diferentes de cálculo:

  • Ponto Mais Baixo;

  • Ponto Mais Alto;

  • Triangulado;

  • Adicionar Altura.

Em resumo, a principal diferença entre os métodos diz respeito ao plano com relação ao qual os volumes de corte e aterro são calculados; ou seja, quanto eu preciso aterrar ou cortar para a cota atingir o plano selecionado.

Vamos entender cada detalhadamente a partir de um mesmo polígono de volume.

Ponto Mais Baixo

Ao desenharmos o polígono, do qual desejamos calcular o volume, realizamos diversos cliques para marcar as arestas. Ao criar o polígono, um plano cartesiano é gerado com base no ponto mais baixo da seleção. O cálculo de volume tem como referência esse ponto mais baixo.

Ponto Mais Alto

Partindo do mesmo princípio do método anterior, nesse tipo de cálculo de volume nosso software encontra o ponto mais alto do seu polígono e traça um plano sobre esse ponto, de modo que todo volume de aterro e corte será em comparação com a altura desse plano.

Triangulado (padrão)

Esse método é o padrão em nossa plataforma e, por essa razão, só será alterado caso você selecione outro diferente. Nesse cálculo, nosso software vai interpolar os pontos da base e traçar um plano otimizado para o cálculo do volume.

Adicionar Altura

Nesse método, o usuário insere a altura com a qual ele quer relacionar o volume de corte e aterro e, a partir dessa altura, o software cria o plano de cálculo. Ele é utilizado quando o usuário sabe a cota que seu terreno deve atingir.